Exame COVID-19 (RT-PCR) para viagem

Países pelo mundo já começaram a abrir suas fronteiras para quem voa do Brasil, mas não sem antes implementar procedimentos sanitários e de salvaguarda. O que vem se configurando como uma tendência, e deve se ampliar cada vez mais, é  a exigência  que o passageiro apresente no check-in no aeródromo e na entrada do país um exame RT-PCR negativo para os coronavírus  – condição já imposta pelos Argentina, Emirados Árabes Unidos e Chile. Amplicon realiza o teste de COVID-19

A exigência de um teste RT-PCR negativo  vale ainda  para brasileiros  que residem  na União Europeia,  como Portugal e França, e experimentem  voltar para suas casas. Já outros países europeus que abriram parcialmente as estremas, caso da Alemanha e da Islândia, colocaram a apresentação do PCR  como quesito de entrada.

Teste RT-PCR por coleta de nasofaringe: exame considerado padrão ouro na detecção do SARS-Cov-2 na fase inicial da doença.

Pesquisa de anticorpos: feito por meio de teste rápido ou testes sorológicos, detecta, a partir do 10º dia após os primeiros sintomas, a presença de anticorpos no sangue para o novo vírus.

Realizar o teste de RT-PCR com metodologia desenvolvida no laboratório com prazo de entrega em menos de 24 horas para exames urgentes! Normalmente os exames são liberados em até 24 h.  Exame de COVID-19

Nas viagens internacionais, o exame negativo deve ser apresentado no check-in do aeroporto e precisa ter sido feito poucos dias antes do voo.

Teste COVID-19 para viagem em Porto Alegre/RS